Santa Catarina tem todas as regiões em estado gravíssimo

Três regionais receberam nota máxima em todos os quesitos analisados
Santa Catarina mantém o trabalho de ampliar os leitos de UTI

O governo catarinense divulgou neste sábado (27) os dados da matriz de risco potencial em relação ao novo coronavírus. O mapa aponta que todas as regiões se encontram em nível gravíssimo (cor vermelha) pela quinta semana consecutiva. Das 16 regiões, três receberam nota máxima em todos os quesitos analisados, o que apresenta uma piora em comparação a semana passada – quando apenas uma região, a do Extremo Sul, tinha todos os indicadores em vermelho.

"De uma maneira geral, houve uma piora nos indicadores, principalmente no monitoramento e na transmissibilidade", destaca a cientista de dados Bianca Vieira. As regiões mais graves foram consideradas o Alto Vale do Itajaí, Foz do Rio Itajaí e Planalto Norte. A região Oeste, por sua vez, manteve o índice de transmissibilidade estável – o mesmo 2,5 da semana passada. O percentual de positividade dos exames processados está acima de 30% na maior parte do estado.

Santa Catarina mantém o trabalha de ampliar os leitos de UTI e tem criado os centros integrados de operações em saúde para atuações regionalizadas. Clique aqui para ler os dados da matriz na íntegra.

Variante brasileira
A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC), por meio da Superintendência de Vigilância em Saúde (SUV), confirmou a identificação de mais 55 amostras compatíveis com a Variante de Preocupação (VOC) P.1 do SARS-CoV-2, conhecida como a variante brasileira. Os casos foram identificados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) nos municípios de Florianópolis, São José, São João Batista, Joinville, Blumenau, Bombinhas, Itapema, Ituporanga e Jaraguá do Sul. Sendo que, 31 casos são do sexo feminino e 24 do sexo masculino.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) reforça que os cuidados de prevenção à Covid-19 devem ser adotados por toda população catarinense para redução da transmissão do coronavírus. Entre as principais medidas de precaução estão: uso de máscaras, higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool gel e distanciamento social.

Veja mais notícias sobre CoronavírusSaúdeSanta Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 29 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/