Santa Catarina apresenta três regiões em risco gravíssimo

Doze regionais estão em nível grave
Quatro regiões conseguiram melhorar os índices nesta semana, em boa parte pelo avanço da imunização

A matriz de risco potencial divulgada pelo governo catarinense neste sábado (24) revela que uma região, a do Meio Oeste, foi classificada como o risco alto (amarelo) para a Covid-19. O mapa mostra que três regiões em estado gravíssimo (cor vermelha) e outras doze com risco grave (cor laranja).

Nos dados divulgados na última semana, eram sete regiões em nível gravíssimo (cor vermelha). Apenas as regionais da Foz do Rio Itajaí, Médio Vale do Itajaí e Nordeste permaneceram classificadas com o nível máximo de atenção. Xanxerê, Laguna, Alto Vale do Rio do Peixe e Carbonífera, que na semana passada estavam em nível gravíssimo, conseguiram melhorar os índices nesta semana, em boa parte pelo avanço da imunização.

Única região a estar classificada no risco alto, o Meio Oeste apresentou nota positiva na questão de capacidade de atenção, ou seja, ocupação de leitos de UTI. Desde a criação da matriz, em julho de 2020, foi a primeira vez que três regiões foram classificadas com o risco moderado (cor azul) para a ocupação de leitos de terapia intensiva. O Alto Uruguai e o Extremo Sul Catarinense também foram classificados com o risco moderado neste quesito. Clique aqui para acessar o boletim na íntegra.

Veja mais notícias sobre CoronavírusSaúdeSanta Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection