Sidebar Menu

Matriz de risco catarinense aponta sete regiões em estado gravíssimo

Nove regionais estão em nível grave
Novo decreto editado pelo governo estadual prevê o fim do fechamento antecipado de atividades econômicas

A matriz de risco potencial para a Covid-19 divulgada neste sábado (17) segue apontando melhora nos índices. O mapa desta semana indica nove regiões em estado grave (cor laranja) e outras sete em nível gravíssimo (cor vermelha). Na semana passada, os dados mostravam oito regionais em cada nível.

As regiões que apresentaram melhora, comparadas com a semana passada, foram as do Alto Vale do Itajaí e Extremo Sul Catarinense, que agora deixam o nível gravíssimo para o grave. As regiões do Alto Uruguai Catarinense, Planalto Norte e Serra Catarinense mantiveram a tendência da semana passada e continuam na cor laranja. As regiões que estão no maior nível de risco são Xanxerê, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Foz do Rio Itajaí e Nordeste.

Para a cientista de dados Bianca Vieira, no entanto, os dados seguem projetando a esperança de dias melhores. "A matriz mostra, sim, uma ampliação de melhora que está expressada pela baixa na ocupação de leitos UTI, inclusive com lista de espera zerada, e o aumento da velocidade de vacinação em todo o estado. A situação ainda é de observação em todos os locais, principalmente até que a segunda dose ou dose única estejam em percentagem maior que 50%. Todavia, os sinais são bastante positivos e mostram que os esforços do governo e da sociedade finalmente começam a aparecer nos indicadores", avalia.

O avanço da vacinação contra a Covid-19 e a melhora do cenário epidemiológico em Santa Catarina permitiram a mudança no enfrentamento à pandemia. Novo decreto editado pelo governo estadual na quarta-feira (14) prevê o fim do fechamento antecipado de atividades econômicas e o retorno do trabalho presencial dos servidores públicos estaduais que ainda estiverem em home office.

O estado de calamidade pública permanece em todo o território catarinense até 31 de outubro de 2021. O decreto nº 1.371/2021 suspende a limitação de horário para determinadas atividades, como é o caso de cinemas, museus e academias. O mesmo ocorre com congressos, palestras, reuniões de qualquer natureza, lanchonetes, cafeterias, bares e restaurantes, que tinham permissão para funcionamento até as 23h (nos níveis de risco grave e gravíssimo). Esses locais seguem com seus regramentos sanitários, mas não precisam mais fechar as portas antes do horário previsto em alvará.

Veja mais notícias sobre CoronavírusSaúdeSanta Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 05 Agosto 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection