Moldando um futuro mais sustentável

Gerdau reforça seu compromisso social e ambiental ao investir na redução de suas emissões de gases de efeito estufa e em projetos para mudar a realidade da habitação de baixa renda no Brasil
A Gerdau é a maior recicladora de sucata metálica da América Latina. Mais de 11 milhões de toneladas são transformadas em aço anualmente

Nos bastidores da indústria siderúrgica, a Gerdau tem se destacado perante seus pares: o aço que produz é um material com baixa emissão de carbono justamente pelo fato de ser, em sua maioria, de origem reciclada e poder ser reaproveitado infinitamente. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 71% do aço que produz é feito a partir desse material, que utiliza eletricidade neste processo. Todo ano, 11 milhões de toneladas de sucata são transformadas em diversos produtos de aço. Para cada tonelada de sucata reciclada, é evitada a emissão de 1,5 toneladas de CO2. Isso tudo sem perder a qualidade dentro do conceito de economia circular. O aço, inclusive, é um material essencial para a transição para a neutralidade de carbono do planeta. Carros elétricos, energia renovável e infraestrutura de baixo carbono dependem do aço. Por exemplo, para cada MW de energia produzida por energia eólica são necessárias 130 toneladas de aço – o equivalente a 70% da composição de uma torre eólica onshore.

Além disso, a companhia também é a maior produtora de carvão vegetal do mundo, com mais de 250 mil hectares de base florestal no estado de Minas Gerais. Como resultado de sua matriz produtiva sustentável, a Gerdau possui, atualmente, uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO2e), de 0,86 t de CO2 e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global do setor, de 1,91 t de CO2 e por tonelada de aço (worldsteel). Para 2031, a meta da Gerdau é diminuir suas emissões de carbono para 0,83 t de CO2 e por tonelada de aço. Para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, a Gerdau ampliará o uso de sucata ferrosa como matéria-prima para a produção de aço, expandirá sua área florestal, responsável pela produção do carvão vegetal, que funciona como biorredutor na fabricação do ferro-gusa, e crescerá no uso de energia renovável, como os parques solares já anunciados no Brasil, por meio do investimento na Newave Energia, e nos Estados Unidos. A planta solar nos Estados Unidos, inaugurada em junho, contribuirá para reduzir em 65 mil tCO2 e as emissões de carbono da unidade de Midlothian anualmente, o equivalente a cerca de 10% das emissões da usina. A empresa também investirá em iniciativas de maior eficiência energética e operacional de suas unidades, em novas tecnologias e inovação aberta.

Adicionalmente, a Gerdau Next, braço de novos negócios adjacentes ao aço da Gerdau, tem na sustentabilidade um dos seus clusters estratégicos. Recentemente, dentro deste contexto, a empresa anunciou uma parceria com a Newave Capital (NW Capital), gestora de investimentos brasileira focada no setor de energia, para aquisição de participação societária no capital social da plataforma de geração de energias renováveis Newave Energia. O negócio também inclui a aquisição de energia de longo prazo, pela Gerdau e suas controladas, correspondentes a até 30% da energia gerada pelos projetos de geração de energia detidos direta ou indiretamente pela Newave Energia e suas controladas, em regime de autoprodução. A operação visa gerar maior competitividade nos custos de produção de aço, além de abastecer as unidades industriais da Gerdau no País com energia renovável, como parte de seu compromisso de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa.

A Newave Energia nasce com o objetivo de desenvolver projetos greenfield de geração de energia elétrica com capacidade de aproximadamente 2,5 GW, exclusivamente de fonte solar ou eólica, com expectativa de início de geração nos anos de 2025 e 2026, e de investir em projetos brownfield e em atividades de comercialização de energia elétrica, seja na modalidade varejista, direcional e/ou transações de pré-pagamento. Assim, a Gerdau reafirma seu compromisso com a sustentabilidade com ações mensuráveis e metas claras, posicionando-se como protagonista na busca por um futuro mais limpo e responsável.

Reforma que Transforma
Outra iniciativa importante da Gerdau na área ESG é o Reforma que Transforma, programa com o objetivo de mudar a realidade da habitação de baixa renda no Brasil por meio de reformas de moradias ao longo de dez anos nas diferentes regiões em que a companhia está presente. As atividades do projeto começaram em 2022 e envolvem reformas urgentes em moradias insalubres a partir da identificação do cômodo da casa com maior vulnerabilidade. A execução é feita com um kit reforma que entrega a obra em sete dias, permitindo o controle do tempo e dos custos para ganhar escala. Também é possível ter acesso a um crédito subsidiado com taxas de juros abaixo do mercado para efetuar a reforma – os recursos arrecadados retornam posteriormente para o programa, beneficiando outra família e assim por diante.

O programa foi estimado em R$ 40 milhões e teve início em 2022, com reformas urgentes em moradias insalubres a partir da identificação do cômodo da casa com maior vulnerabilidade. O compromisso da Gerdau é de contribuir com a melhoria de 13 mil habitações vulneráveis e transformar a realidade da habitação no Brasil, mudando a vida de muitas famílias. Até o momento, os resultados obtidos pelo programa incluem a realização de mais de 1.000 reformas e mais de 3.000 pessoas beneficiadas. Em um setor onde a inovação molda o caminho à frente, a Gerdau não apenas abraça a mudança, mas a impulsiona. Assim, a jornada da empresa deixa de ser apenas industrial, transformando-se em uma narrativa de sustentabilidade entrelaçada com a comunidade e transcendendo os limites tradicionais da indústria, rumo a uma produção de aço ainda mais sustentável.

Veja mais notícias sobre Conteúdo Patrocinado.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 22 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/