Sidebar Menu

Leany Lemos assumirá presidência do BRDE a partir de julho

Ela irá se tornar a primeira mulher à frente do banco
Leany foi uma das idealizadoras do modelo de Distanciamento Controlado adotado pelo Rio Grande Sul para enfrentar a pandemia da Covid-19

A secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leany Lemos, deixa o comando da pasta e será indicada para ocupar uma das diretorias do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Como o Rio Grande do Sul será o próximo Estado a exercer a presidência rotativa da instituição a partir de julho, Leany será presidente e irá se tornar a primeira mulher à frente do banco. Ela ainda terá de ser aprovada pela Assembleia Legislativa e também pelo Banco Central.

Uma das idealizadoras do modelo de Distanciamento Controlado adotado pelo Rio Grande Sul para enfrentar a pandemia da Covid-19, Leany seguirá na coordenação do Comitê de Dados e participando do Gabinete de Crise que gerencia as ações contra a doença, ocupando um cargo de assessoria do Gabinete do Governador até a aprovação do seu nome para a diretoria do banco.

Em live nesta segunda-feira (1), o governador Eduardo Leite salientou a importância estratégica que o BRDE terá nas políticas de reestruturação econômica pós-Covid e lembrou o papel fundamental desempenhado por Leany na condução da reforma administrativa e previdenciária do Estado e nas ações de enfrentamento da pandemia até aqui.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 26 Novembro 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection