Enfim, chegou minha vez

Por diversas vezes em minha vida, partilhei da ideia de que o profissional sábio tem o discernimento do momento exato de parar. Agora farei isso
A partir de agora, vou iniciar uma nova fase de minha vida. Seguirei em minha empresa, a De Bernt, porém de forma mais leve e sem uma rotina que possa travar agendas. A você, leitor, o meu muito obrigado por todo o apoio, carinho e respeito.

Você já parou para pensar em quantas decisões você toma diariamente em sua vida? Sim, a todo momento estamos decidindo algo. Sejam elas pequenas ou não, estamos sempre optando por uma coisa ou outra. Do simples ato de escovar os dentes pela manhã ou não. De escolher um caminho alternativo para o trabalho ou fazer o de sempre, de comer carne bovina ou um peixe no almoço e por aí vai.

Porém, a vida também vai nos exigir, de tempos em tempos, que tomemos decisões difíceis que podem mudar o curso de nossas existências ou até mesmo de outras pessoas, como a venda de um imóvel, o fechamento de uma empresa, fazer um pedido de casamento, trocar de emprego, pedir demissão, desligar alguém de uma equipe, entre outras situações. Independentemente do grau de dificuldade, as decisões fazem parte de nossas vidas. Não tem como fugir delas. Não decidir por algo, afinal, também é uma decisão.

No mundo corporativo, vejo que o sucesso de profissionais tem muita relação com as decisões assertivas que essas pessoas tomam em seu dia a dia de trabalho, somadas ao aprendizado que conseguem extrair quando erram.

Não devemos ter medo de decidir por algo. O que devemos tentar exercitar é olhar para o cenário e para as consequências de curto, médio e, às vezes, a longo prazo. O bom do mundo do trabalho, por exemplo, é que em muitos casos podemos ser mais assertivos à medida em que planejamos nossas ações.

O planejar, somado ao fato de ter experiência técnica e conhecimentos gerais, nos faz profissionais mais aptos a tomar decisões que melhor se encaixam em determinados cenários. Quando nos posicionamos, amadurecemos. Decidir nos deixa mais leves.

E agora chegou a minha vez de tomar uma decisão. Por diversas vezes em minha carreira, partilhei da ideia de que o profissional sábio tem o discernimento do momento exato de parar, ou melhor, fazer uma seleção daquilo que se pode deixar de fazer para que outras pessoas possam seguir o legado. Em quase quatro décadas de atuação na área de gestão de pessoas, aprendi muito. Creio que contribuí muito também, e isso foi magnifico. E foi por meio da audiência de vocês, que prestigiaram minhas colunas, que pude partilhar essa deliciosa viagem que é trabalhar com o desenvolvimento de pessoas.

A partir de agora, vou iniciar uma nova fase de minha vida. Seguirei em minha empresa, a De Bernt, porém de forma mais leve e sem uma rotina que possa travar agendas. A você, leitor, o meu muito obrigado por todo o apoio, carinho e respeito.

Foi um prazer dividir conhecimento e aprender a cada dia com o público deste espaço no Portal AMANHÃ, assim como na coluna da edição impressa de AMANHÃ, onde pude ter contato permanente com todos vocês, recebendo feedbacks constantes sobre os temas que abordava semanalmente.

Recebam também de mim o mesmo respeito e carinho. Um forte abraço.

Veja mais notícias sobre Carreira.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Segunda, 26 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/