Produção industrial recua em fevereiro

As grandes indústrias tiveram um desempenho mais positivo em comparação com as pequenas e as médias
Já são três meses com os estoques abaixo do planejado pelos empresários, o que sugere que, caso a demanda por produtos industriais aumente, haverá impacto positivo na produção industrial e no emprego

As grandes indústrias tiveram um desempenho mais positivo em comparação com as pequenas e as médias indústrias, em fevereiro de 2024. De acordo com a Sondagem Industrial, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o índice de evolução da produção industrial atingiu 48,5 pontos, abaixo dos 50 pontos, o que indica redução da produção em relação a janeiro. No entanto, o indicador está 1,8 ponto acima da média dos meses de fevereiro da série. Essa queda mais suave da produção industrial ocorreu devido ao desempenho positivo das grandes indústrias. Além disso, o indicador de evolução do número de empregados atingiu 50,3 pontos em fevereiro de 2024. Acima dos 50 pontos, o índice sinaliza que houve um avanço no emprego industrial frente a janeiro. "Vale notar que o índice ainda se encontra 1,8 ponto acima da média dos meses de fevereiro da série, que é de 48,5 pontos, ou seja, tipicamente é esperado que haja queda do emprego em fevereiro", afirma o gerente de análise econômica da CNI, Marcelo Azevedo.

O resultado acima dos 50 pontos foi impulsionado pelo indicador de número de empregados para grandes empresas, que atingiu 51,7 pontos no mês. Os índices para pequenas e médias empresas mostram recuo no emprego. Mesmo assim, todos os portes tiveram um desempenho acima de suas médias históricas para meses de fevereiro, calculadas desde janeiro de 2011. O indicador de evolução do nível de estoques atingiu 49,7 pontos em fevereiro de 2024, abaixo dos 50 pontos, o que indica uma redução. Esta é a quarta queda consecutiva nos estoques. "Já são três meses com os estoques abaixo do planejado pelos empresários, o que sugere que, caso a demanda por produtos industriais aumente, haverá impacto positivo na produção industrial e no emprego. É um resultado especialmente importante tendo em vista que os estoques se mantiveram acima do planejado pelos empresários a maior parte de 2023, indicando frustração com a demanda", explica Azevedo.

A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) permaneceu estável em 68% em fevereiro na relação com janeiro. O percentual equivale à média dos meses de fevereiro da série histórica. A sondagem revela que, para empresas de pequeno e grande portes, a capacidade instalada está de acordo com as expectativas dos empresários do setor para o período. Para as médias empresas, o índice para médias empresas se encontra 1 ponto percentual abaixo da média dos meses de fevereiro. Do mês passado para março, nenhum dos indicadores de expectativa da indústria registrou avanço. As expectativas de número de empregados, quantidade exportada e compras de matérias-primas diminuíram e o indicador de expectativas de demanda ficou estável. Mesmo assim, todos os índices permaneçam em campo otimista e, apesar do recuo, o indicador de expectativa sobre o número de empregados no setor mostra expectativas mais otimistas que o usual.

Veja mais notícias sobre BrasilEconomiaIndústria.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/