Janeiro fecha com produção estável de automóveis

A fabricação de 152,5 mil unidades se manteve no patamar do mesmo mês do ano passado
O primeiro mês do ano começou com alta de 13,1% nas vendas

O primeiro mês do ano começou com alta de 13,1% nas vendas, na comparação com janeiro de 2023. Os emplacamentos foram de 162 mil unidades, com média diária de 7,6 mil unidades, ante 6,5 mil de um ano atrás. A elevação foi impulsionada pelos automóveis e comerciais leves, com destaque para modelos importados, que tiveram 19,5% de participação, a maior em 10 anos. Também chamou atenção o recorde de participação de modelos híbridos e elétricos, com 7,9% de todos os veículos licenciados em janeiro.

Já os veículos pesados destoaram dessa onda de crescimento, com uma queda de 21,4% para caminhões e de 32,1% para ônibus. O motivo é que esses modelos tiveram forte ritmo de emplacamento em janeiro de 2023, em função dos estoques nas redes de modelos produzidos em 2022, ainda com tecnologia anterior à mudança da fase do Proconve, portanto mais acessíveis. As exportações de veículos iniciaram 2024 em ritmo muito tímido, com 18,8 mil unidades embarcadas. É o pior resultado mensal desde o auge da pandemia, com retração em todos os mercados vizinhos, à exceção do Uruguai. Com essa combinação de alta no mercado interno, elevação das importações e queda nas exportações, a produção de 152,5 mil unidades se manteve no patamar de janeiro de 2023.

Veja mais notícias sobre BrasilEconomiaIndústria.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/