Atividade econômica catarinense tem retração em agosto

O índice acumula alta superior à média nacional no ano
O setor de comércio e serviços voltados para o turismo e atenção às famílias deverão orientar a expansão da atividade econômica no restante do ano

O Índice de Atividade Econômica (IBC) apresentou retração de 0,47% em agosto, na comparação com julho, na série sem os efeitos sazonais, rompendo uma sequência de quatro expansões consecutivas. No entanto, em relação ao mesmo mês de 2020, Santa Catarina apresentou alta de 6,93%. Conforme análise do Observatório Fiesc, esse foi o segundo melhor desempenho entre os estados do país – atrás apenas do Espírito Santo.

No Brasil, o IBC teve uma variação de 4,74% no mesmo período. No acumulado de janeiro a agosto, o IBC de Santa Catarina apresentou alta de 8,89%. O resultado é superior à média brasileira no período, de 6,41%. Na contramão do cenário nacional, a indústria catarinense teve um desempenho positivo em agosto na comparação com julho, com crescimento de 1,90% no volume da produção industrial. Os destaques ficaram para os setores de metalurgia, têxtil e confecções. Por outro lado, o Brasil apresentou queda de 0,7% no mesmo período.

"O industrial catarinense está confiante com a atividade econômica e com perspectivas de investimentos para os próximos anos. Santa Catarina tem apresentado um desempenho acima da média nacional e acreditamos que isso deve se manter pelo próximo período", avalia o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, em nota.

Comércio tem desempenho negativo
Em agosto, o destaque fica para a queda da atividade econômica catarinense no comércio, que registrou recuo de 10,14% em relação a julho. No país, a queda foi de 3,13%. De acordo com Thiago Rodrigues Lemos, economista do Observatório Fiesc, esse desempenho foi puxado principalmente pela queda nas vendas de outros artigos de uso pessoal e doméstico, que inclui a venda de artigos para habitação, e do comércio varejista de tecidos, vestuários e calçados.

A avaliação do economista é que a perspectiva segue positiva para a atividade econômica em 2021. "O setor de comércio e serviços voltados para o turismo e atenção às famílias deverão orientar a expansão da atividade econômica no restante do ano", complementa.

Veja mais notícias sobre BrasilEconomiaSanta Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/