Primeira fábrica automatizada de prédios do Brasil fica no Sul

Planta inaugurada em Cascavel, no Paraná, recebeu investimento de R$ 200 milhões
A fábrica foi feita para fornecer habitações para o projeto Bairros Integrados Ecoparque

Cascavel, no Oeste do Paraná, ganhou na sexta-feira (23) a primeira fábrica automatizada de prédios do Brasil, que permite a construção em escala de condomínios completos. O governador Carlos Massa Ratinho Junior e o secretário de planejamento Guto Silva participaram da inauguração. Ratinho Junior entregou a licença de operação do Instituto Água e Terra (IAT), que autoriza o início da produção na unidade da empresa Ecoparque. A fábrica tem capacidade de produzir, em seis meses, até 20 prédios com 120 apartamentos cada, o que equivale a 2,4 mil unidades habitacionais. O complexo industrial tem uma área de 180 mil metros quadrados, sendo 30 mil metros quadrados de área construída, e recebeu investimento de R$ 200 milhões. Projeto inovador e inédito no país, que utiliza tecnologia automatizada e equipamentos da empresa alemã Voller, a fábrica é também a maior das Américas nesse segmento. Ela produz estruturas pré-moldadas completas, inclusive com a parte elétrica e hidráulica embutida, dando mais agilidade e economia à construção civil.

Mais do que a construção de prédios, o foco da Ecoparque é a implantação de bairros integrados e sustentáveis, com uma estrutura completa de serviços públicos como em uma cidade. O primeiro deles será construído em Cascavel, nas proximidades da fábrica. Ele já teve a licença prévia emitida pelo IAT e agora aguarda a emissão da licença de instalação para dar início à obra. Neste primeiro ano de funcionamento da fábrica, o foco será no treinamento dos funcionários e refinamento do produto, por isso a unidade deve operar com cerca de 10% de sua capacidade. Ainda assim, a previsão é entregar, até dezembro de 2024, três prédios com 360 apartamentos no total. Em 2025, o empreendimento passará a operar com 50% de sua capacidade, podendo entregar aproximadamente 2 mil apartamentos em um ano. A previsão é que ela esteja em pleno funcionamento a partir de 2026, quando poderá construir cerca de 4 mil apartamentos por ano.

A tecnologia utilizada pela fábrica para construir os apartamentos já existe desde a reconstrução da Alemanha e de outros países europeus após a Segunda Guerra Mundial, em 1945. Na década de 1960, a tecnologia evoluiu com os computadores e, em seguida, na década de 1990, foi robotizada, ganhando escala e produtividade. Atualmente, funciona utilizando a mesma lógica da montagem de veículos pela indústria automotiva, e os apartamentos já saem de lá 100% prontos, inclusive com a parte hidráulica e elétrica embutida nas peças, sendo apenas necessário conectar na hora de instalar.

A fábrica foi feita para fornecer habitações para o projeto Bairros Integrados Ecoparque, que serão implantados em vários estados brasileiros. O primeiro deles será em Cascavel, construído nas proximidades da fábrica de prédios. O Ecoparque de Cascavel é o maior projeto habitacional em curso no Paraná e, além das habitações, vai reunir em um só lugar toda a estrutura de serviços de uma cidade. "Muito mais que a construção de prédios, é um projeto educacional e de aumento de renda", salientou Francisco Simeão, idealizador do empreendimento e sócio da Ecoparque. "O empreendimento terá mais de 50% de área verde, jardins exuberantes, energia solar, reuso da água, escolas em tempo integral e toda uma estrutura para as famílias, com foco também nas mulheres. Além disso, por serem construídos em escala, os apartamentos devem custar a metade do preço de unidades com um padrão semelhante", enumerou. "Essa fábrica, baseada em tecnologia alemã, vai romper todo um modelo de construção reduzindo custos fazendo uma revolução na habitação do Paraná", destacou Guto Silva, secretário de planejamento que esteve presente na inauguração.

O bairro contará com 36 prédios de 15 andares, totalizando 4,3 mil apartamentos de alto padrão, além de creches, escolas de ensino fundamental, médio e profissionalizante, unidade de saúde, posto policial, centros comerciais, bosques, vilas da cidadania, lago e jardins. Com cerca de 13 mil moradores previstos, o local terá mais moradores do que a população de boa parte dos municípios do Oeste. Atendendo os pedidos da comunidade árabe regional, o Ecoparque destinou um espaço no projeto para a construção da primeira mesquita da região Oeste fora de Foz do Iguaçu. Também haverá um espaço de 15 mil metros quadrados destinado à Arquidiocese de Cascavel para a construção de uma estrutura semelhante à Catedral de Salamanca, na Espanha. Os apartamentos poderão ser financiados pela Caixa Econômica Federal, sendo que 70% deles podem ser enquadrados no programa Minha Casa, Minha Vida. Caso seja de interesse do comprador, as moradias podem ser entregues mobiliadas, com cozinha completa com móveis e eletrodomésticos, lavanderia, banheiros e quartos montados.

Veja mais notícias sobre EmpresaNegócios do SulParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 25 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/