Instituto Caldeira anuncia expansão

Hub de inovação projeta investir cerca de R$ 120 milhões para aumentar área total
Caldeira passa a ocupar também os antigos prédios da fábrica Tecidos Guahyba, no bairro Navegantes

Três anos depois da inauguração, o Instituto Caldeira, localizado em Porto Alegre (RS), prepara uma nova expansão: o hub de inovação vai passar a ocupar a estrutura dos antigos prédios da fábrica Tecidos Guahyba, um espaço com cerca de 33 mil metros quadrados, ampliando a área total para 55 mil metros quadrados. O hub prevê que a ocupação total da estrutura seja concluída em aproximadamente sete anos, com as primeiras empresas ocupando o espaço em data próxima à realização do South Summit 2025, no primeiro trimestre do próximo ano. O investimento projetado pelo hub na nova área é de cerca de R$ 120 milhões.

"Desde o início do Caldeira, com a ocupação das antigas estruturas da Renner, o nosso objetivo sempre foi a ressignificação desta região da cidade para um ambiente cada vez mais voltado para a inovação, o empreendedorismo, e a capacitação e qualificação de jovens talentos para a nova economia", destaca Marciano Testa, fundador e presidente do conselho de administração do Instituto Caldeira. "A intenção é construirmos ambientes que aproximem a comunidade empresarial do Instituto Caldeira e façam com que as pessoas interajam dentro desta região da cidade", completa.

A nova estrutura deverá ter um uso diversificado, com espaço para mais startups e empreendedores dedicados à nova economia, mais posições de trabalho para uso compartilhado, e a presença de novas empresas de tecnologia, além de um projeto do Campus Caldeira com iniciativas de educação. Atualmente, mais de 480 companhias estão vinculadas à Comunidade Caldeira, com 130 empresas trabalhando em escritórios dentro do espaço físico do hub. Segundo Pedro Valério, diretor executivo do Instituto Caldeira, a intenção é, com a expansão, atender a uma demanda já existente, tanto de empresas que querem ampliar suas estruturas dentro do Instituto, quanto de novas organizações que querem passar a participar. "O novo espaço marca um momento muito importante. Estamos dando um passo relevante para a construção dessa visão de um distrito de inovação: uma área urbana que tem como objetivo ser um centro de conexão, aproximação e vínculo com a comunidade empreendedora de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul", destaca Valério.

Veja mais notícias sobre Negócios do SulTecnologiaRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 25 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/