Sidebar Menu

Gerdau instalará novo forno em Charqueadas

Modernização da planta faz parte do investimento de R$ 1 bilhão anunciado pela empresa no começo do ano
O equipamento, com capacidade anual de 48 mil toneladas, começa a operar em agosto de 2022 na unidade gaúcha

A Gerdau está investindo aproximadamente R$ 1 bilhão na modernização e ampliação de suas operações de aços especiais no Brasil, em linha com as perspectivas positivas de retomada dos setores automotivo e de máquinas e equipamentos. O aporte terá como foco as unidades produtoras de aço localizadas em Pindamonhangaba e Mogi das Cruzes, em São Paulo, e em Charqueadas, no Rio Grande do Sul. A modernização faz parte do anúncio feito ainda no começo deste ano pela companhia.

Na usina gaúcha de Charqueadas será instalado um novo forno de recozimento e esferoidização para barras de aço, o qual trará tecnologia de ponta e maior capacidade e produtividade ao processo de tratamento térmico da unidade. O equipamento, com capacidade anual de 48 mil toneladas, começa a operar em agosto de 2022. A companhia, no entanto, não revelou qual o valor que será investido na planta de Charqueadas.

"Esse movimento no segmento de aços especiais é resultado da preparação da Gerdau para um novo ciclo de crescimento futuro com foco nas Américas, com o objetivo de gerar mais valor para seus clientes e ser uma organização ainda mais centrada nos seus clientes. Nos últimos anos, a empresa passou por uma profunda transformação cultural e digital, que a tornou ainda mais focada em pessoas, mais digital, inovadora, diversa e inclusiva", comenta Gustavo Werneck, diretor-presidente (CEO) da Gerdau.

A planta de Mogi das Cruzes terá sua aciaria reativada, com previsão de que as atividades sejam reiniciadas no início do segundo semestre, gerando 150 novos postos de trabalho diretos. A usina estava hibernada desde março 2019 e operará com capacidade anual de cerca de 180 mil toneladas de aço. Já a Unidade de Pindamonhangaba está dando continuidade ao investimento no novo lingotamento contínuo, que está previsto para entrar em operação em agosto de 2022. O equipamento permitirá a Gerdau ter um processo mais automatizado e com melhor rendimento, resultando na entrega de produtos diferenciados e em um patamar ainda mais elevado de qualidade para os mercados demandantes.

Veja mais notícias sobre Negócios do SulEmpresaRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 05 Mai 2021

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection