Bolsa adquire Neoway por R$ 1,8 bilhão

Negócio está em linha com a estratégia da B3 de desenvolver produtos de dados e analytics para os mercados financeiro e de capitais
A B3 também tem entrado em negócios como energia, seguros, veículos, entre outros

A B3 anunciou nesta terça-feira (19) que adquiriu a catarinense Neoway, empresa de tecnologia especializada em big data analytics e inteligência artificial para negócios. O valor total da aquisição será de R$1,8 bilhão e os recursos serão provenientes do caixa livre da bolsa. O fechamento da operação está sujeito à implementação de determinadas condições precedentes usuais nesse tipo de transação, incluindo sua aprovação pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Fundada em 2002 pelo empresário Jaime de Paula, a Neoway é uma das maiores empresas de big data analytics e inteligência artificial para negócios da América Latina, oferecendo soluções que geram maior produtividade e precisão na tomada de decisão em vendas e marketing, crédito, prevenção à fraudes, compliance e inteligência jurídica, entre outros, em aproximadamente 20 grandes setores, incluindo financeiro, automotivo e transporte, bens de consumo, cobrança e recuperação, construção civil, óleo e gás, saúde e tecnologia. A Neoway possui mais de 450 funcionários em três escritórios, mais de 500 clientes, e tem receita líquida projetada de R$ 190 milhões para 2022.

A aquisição da Neoway está em linha com a estratégia da B3 de desenvolver produtos de dados e analytics para os mercados financeiro e de capitais, bem como de crédito e varejo, atendendo tanto clientes financeiros quanto clientes de outros mercados. A aquisição trará capabilities de ciência de dados e analíticas complementares às da B3, contribuindo para aumentar a capilaridade de produtos de dados existentes e time-to-market de lançamentos futuros, além do fortalecimento da engenharia e modelagem de dados via capital intelectual e uma plataforma bem estabelecida. A gestão da Neoway acontecerá com grande independência para preservar sua flexibilidade e forte cultura de inovação.

A bolsa tem investido em novos negócios. Recentemente a B3 anunciou uma sociedade com a Totvs. Ambas criaram a Dimensa, uma empresa que oferece soluções tecnológicas para o mercado financeiro. A B3 também tem entrado em negócios como energia, seguros, veículos, entre outros.

Quer saber mais sobre negócios do Sul?
Receba diariamente a newsletter do Grupo AMANHÃ. Faça seu cadastro aqui e, ainda, acesse o acervo de publicações do Grupo AMANHÃ.

Veja mais notícias sobre Negócios do SulEmpresaSanta Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/