Biogenesis Bagó inaugura indústria veterinária em Campo Largo

Unidade da empresa argentina será a maior indústria do segmento da América Latina
A capacidade de produção anual da nova fábrica será de mais de 10 milhões de doses de vacinas

Parceira do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para o fornecimento de vacina antirrábica veterinária, a empresa argentina Biogenesis Bagó inaugurou, nesta quinta-feira (4), com a presença do governador em exercício Darci Piana, a sua primeira operação no Brasil, em Campo Largo, Região Metropolitana de Curitiba. Com investimento de R$ 100 milhões, a nova fábrica deve gerar 300 empregos diretos e indiretos. A fábrica de Campo Largo será especializada no desenvolvimento e produção de soluções para saúde animal de múltiplas espécies, principalmente no segmento de animais de companhia e animais de produção. A capacidade de produção anual da nova fábrica será de mais de 10 milhões de doses de vacinas, o que posiciona a Biogenesis Bagó como a primeira empresa da América Latina em capacidade de produção para animais de companhia e um dos dez maiores players em saúde animal do mundo.

Inicialmente, a fábrica terá como foco a produção de três vacinas para animais de companhia: a tríplice felina e a quíntupla/sêxtupla com e sem leptospira. Além disso, está prevista a fabricação de outras três vacinas para animais de produção, além de outras soluções biotecnológicas. Com área total construída de 4 mil metros quadrados, a fábrica também será um centro tecnológico de produção, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos, além de servir como distribuidor logístico para a região. A empresa contará com uma fábrica com mais alta tecnologia para produção de comprimidos mastigáveis e vacinas vivas atenuadas da América Latina. Com este novo polo produtivo no Brasil, a Biogenesis Bagó amplia sua presença industrial, unindo-se a projetos na Arábia Saudita, China e Coreia do Sul.

Marcelo Bulman, Country Manager da empresa no Brasil, destacou que este portfólio permitirá à Biogenesis Bagó expandir-se para novos mercados a partir do Paraná e consolidar-se como um player integral na saúde animal. "Este investimento nos permitirá ampliar nossa capacidade de produção e fortalecer nosso portfólio completo de animais de companhia e de produção. Também nos dará a oportunidade de alcançar novos mercados, levando a presença da Biogenesis Bagó para todos os cantos do mundo direto do Paraná", salientou. O diretor-presidente do Tecpar, Celso Kloss, lembrou que o instituto é parceiro da Biogenesis Bagó há quase quatro anos e a cooperação entre as instituições reforçou o fornecimento da vacina antirrábica veterinária para as campanhas de imunização contra a raiva animal do Ministério da Saúde. "Consolidamos o Paraná como um polo biotecnológico e como um estado com ações voltadas ao desenvolvimento tecnológico, com atividades que trazem melhorias da qualidade de vida da população paranaense e brasileira", observou.

Veja mais notícias sobre Negócios do SulEmpresaIndústriaParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 16 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/