2W Ecobank dobra o número de empresas atendidas no Sul em apenas quatro meses

A comercializadora de energia limpa atinge 300 clientes no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul
"A região Sul tem muitas empresas e é muito industrializada, por isso é uma peça-chave para avançarmos na popularização da opção pelo mercado livre de energia em todo país", avalia destaca Ciro Neto, Partner e Head de Desenvolvimento de negócios da 2W no Sul

Em apenas quatro meses a comercializadora de energia limpa 2W Ecobank dobrou o número de clientes na região Sul. No começo de setembro a companhia alcançou a marca de 300 empresas atendidas no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Porém, a previsão é que atualmente 30 mil já poderiam migrar para o mercado livre de energia, onde os benefícios incluem potencial economia na tarifa, migração para energia renovável, maior controle e uso mais eficiente do recurso. Indústrias em geral, supermercados, atacado, varejo e condomínios são exemplos de setores para os quais a migração é bastante vantajosa. Entre os clientes conquistados nas últimas semanas estão empresas dos setores têxtil e cerâmica em Santa Catarina, uma fabricante de tanques e reatores em aço inoxidável da Serra Gaúcha e uma cooperativa médica de Erechim, além de uma produtora de medicamentos manipulados do Paraná.

"A região Sul tem muitas empresas e é muito industrializada, por isso é uma peça-chave para avançarmos na popularização da opção pelo mercado livre de energia em todo país", avalia destaca Ciro Neto, Partner e Head de Desenvolvimento de negócios da 2W na região Sul. Ele conta que a companhia reforçou a equipe com novos consultores com experiência comercial que trabalharão do Paraná para baixo. No total, são mais de 3 mil parceiros de negócios, sendo grande parte integrada por empresas de energia solar. Para ampliar ainda mais a presença no Sul, a 2W fechou parceria comercial com as paranaenses Enerzee e Bonö. O objetivo é oferecer aos clientes, especialmente às pequenas e médias empresas, mais opções para ingressar no mercado livre de energia elétrica. Além disso, a 2W realizará nos próximos meses uma série de visitas nas principais cidades da região, como Curitiba, Londrina, Toledo, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Caxias do Sul, Santa Maria e Porto Alegre. "Nosso foco principal são clientes de pequeno e médio porte, no que a companhia encara como uma oportunidade para democratizar a energia renovável comercializada no mercado livre. A energia produzida será comercializada a um custo até 30% menor que o da concessionária", ressalta Ciro.

O mercado livre de energia, que já responde por 39% do consumo de energia elétrica no Brasil, podendo chegar a 46% com a abertura do mercado de energia em alta tensão a partir de 2024, se consolidou também como ambiente de contratação predominante para a expansão da oferta de energia elétrica no Brasil nos próximos anos. Novo estudo da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel) revela que, do total de 129,5 GW de energia elétrica centralizada já outorgada, com previsão de operação entre 2023 e 2029, 92% estão sendo destinados ao mercado livre.

Veja também:

 

Comentários: 1

NELSON em Terça, 12 Setembro 2023 13:36

A 2W esqueceu da maquina industrial que é CASCAVEL PR?

A 2W esqueceu da maquina industrial que é CASCAVEL PR?
Visitante
Sexta, 12 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/