Paraná será maior destino da Azul no Brasil

Com retomada de quatro linhas e voos para outras 11 cidades, companhia atingirá 20 localidades
O plano da empresa é fortalecer sua malha em Curitiba, criando um hub regional com mais de 50 movimentos diários

O Paraná será o Estado brasileiro com maior número de destinos cobertos pela Azul a partir de 2022. Onze cidades terão novas linhas operadas pela companhia e outras quatro terão suas operações retomadas após terem sido paralisadas durante a pandemia. O anúncio foi realizado nesta terça-feira (19) em um encontro de representantes da companhia com o governador Carlos Massa Ratinho Junior em Campinas (SP), na universidade corporativa da empresa, a Uniazul.

As cidades que voltam a receber voos da companhia são Ponta Grossa, Toledo, Pato Branco e Guarapuava. As linhas serão reativadas em dezembro com voos nas segundas, quartas e sextas. As passagens serão comercializadas a partir desta terça em todos os canais oficiais da empresa.

Já as novas linhas serão inauguradas ao longo de 2022. As onze cidades que passam a integrar a malha da companhia aérea são Guaíra, Paranavaí, Francisco Beltrão, Cornélio Procópio, União da Vitória, Cianorte, Campo Mourão, Telêmaco Borba, Arapongas e Apucarana, todas com aviões Cessna da sub-regional Azul Conecta, além de Umuarama, com aviões ATR.

Marcelo Bento Ribeiro, diretor de relações institucionais da Azul, destacou que a empresa ansiava por retomar as operações interrompidas, bem como a expansão no Paraná. "Apresentamos ao Estado nossa intenção de ampliar os destinos, principalmente com a nossa empresa sub-regional Azul Conecta, ao longo de 2022. Se concretizado, este plano deixará o Estado extremamente conectado, reforçará a vocação regional da Azul e consolidará Curitiba como um importante centro de conexões", afirmou.

Com o anúncio, os novos voos se somam a outros cinco municípios já realizados pela empresa: Curitiba, Foz do Iguaçu, Cascavel, Londrina e Maringá – totalizando vinte cidades contempladas, um recorde da companhia. O plano da empresa é fortalecer sua malha em Curitiba, criando um hub regional com mais de 50 movimentos diários.

As rotas retomadas em dezembro contarão com aeronaves do modelo ATR 72-600, com capacidade para 70 passageiros. A expectativa da empresa é manter voos três vezes na semana até fevereiro, aumentando para uma frequência diária em março de 2022. Das quatro linhas, três são conectadas ao aeroporto de Viracopos (VCP), em Campinas: Ponta Grossa, Guarapuava e Toledo. Nesta última, foi realizada uma alteração da rota prévia, que conectava a cidade do Oeste paranaense a Curitiba. Já Pato Branco terá conexão com a capital.

Quer saber mais sobre infraestrutura?
Receba diariamente a newsletter do Grupo AMANHÃ. Faça seu cadastro aqui e, ainda, acesse o acervo de publicações do Grupo AMANHÃ.

Veja mais notícias sobre InfraestruturaEmpresaParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 01 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/