Renault suspende a produção no Paraná por causa da pandemia

Fábrica de São José dos Pinhais vai parar entre 29 de março e 5 de abril
O acordo foi fechado com representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba

A Renault informou que vai interromper a produção no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR), a partir de segunda-feira (29). A montadora francesa informou que, considerando o feriado do dia 2 de abril, a produção será retomada no dia 5. De acordo com o comunicado, os dias não trabalhados serão compensados oportunamente. Nas fábricas serão mantidas apenas atividades essenciais. Os funcionários das áreas administrativas seguem em teletrabalho.

A companhia pretende contribuir para o isolamento social no momento em que diferentes cidades adotaram medidas mais restritivas. O acordo foi fechado com representantes do Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba.

A empresa afirmou ainda que, desde o início da pandemia, teve como prioridade a saúde dos trabalhadores. "Implementamos um completo protocolo de saúde e segurança, que segue vigente desde maio de 2020. Ao longo de todo este período operando com a adoção do protocolo, nossa experiência demonstrou que todas as fábricas do Complexo industrial Ayrton Senna são um ambiente seguro", detalha a nota.

Antes, a Volkswagen também havia paralisado no dia 24 de março as atividades relacionadas à produção de todas as unidades nos estados de São Paulo e Paraná, por causa do agravamento da pandemia. A suspensão se manterá por 12 dias corridos, até 4 de abril. As atividades de produção das fábricas da Volkswagen ocorrem em São Bernardo do Campo (SP), Taubaté (SP), São Carlos (SP) e São José dos Pinhais.

Veja mais notícias sobre IndústriaSaúdeParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 30 Junho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/