Sidebar Menu

Tuper, aos 50, projeta faturar R$ 1,4 bilhão

A companhia catarinense tem capacidade para transformar 826 mil toneladas de aço por ano
Para dar suporte ao crescimento, a Tuper investirá R$ 15 milhões em máquinas, tecnologias, processos e segurança

A Tuper alcançou um faturamento de R$ 1,3 bilhão no ano passado. Somente no mercado de tubos, a elevação das vendas em toneladas alcançou 5,3%. O resultado é superior ao mercado de tubos no país, que registrou avanço de 3,2%, segundo dados monitorados pelo Instituto Aço Brasil. A perspectiva de mercado para 2021 é bastante promissora para a Tuper. Por isso, a empresa possui uma meta de crescimento de 17,5% em volumes faturados em relação ao ano anterior. A companhia hoje tem capacidade para transformar 826 mil toneladas de aço por ano.

Já o crescimento da receita deve ser elevado em 7,7%, chegando a R$ 1,4 bilhão. De acordo com a empresa de São Bento do Sul (SC), isso deve acontecer em todos os segmentos em que atua, mas principalmente nos setores do agronegócio, indústria, automotivo, construção civil e distribuição de aço. Um cenário animador para a companhia catarinense que completará meio século de existência neste ano. Para dar suporte ao crescimento, a Tuper investirá R$ 15 milhões em máquinas, tecnologias, processos e segurança.Toda essa perspectiva tem reflexos também no aumento do quadro de funcionários, projetado para crescer 11,5% com novas contratações, correspondendo a cerca de 200 novas vagas.

"Tivemos até aqui uma trajetória repleta de desafios, mas os superamos com muito trabalho e dignidade", lembra o CEO Frank Bollmann. Aos 71 anos, ele está na empresa desde os primeiros tempos – chegou aos 22, recém-formado em engenharia mecânica. Logo ingressou na sociedade, tornando-se sócio majoritário com o passar dos anos. Em 2016, a ArcellorMittal adquiriu 40% do capital social da Tuper, dando início a uma associação estratégica que trouxe vantagens para ambas as organizações.

A Tuper é a 148ª maior empresa da região e a 35ª maior de Santa Catarina, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ com o apoio técnico da PwC. Leia o anuário completo clicando aqui, mediante pequeno cadastro.

Veja mais notícias sobre EmpresaNegócios do SulSanta Catarina.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quarta, 05 Mai 2021

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection