Sidebar Menu

Rumo fatura R$ 1,7 bilhão no primeiro trimestre

Na Operação Sul, o volume transportado subiu 2%
A Rumo apresentou lucro líquido de R$ 175 milhões, ante prejuízo de R$ 274 milhões de um ano atrás

O volume transportado pela Rumo no primeiro trimestre atingiu 13,9 bilhões de TKU [indicador que representa o deslocamento de uma tonelada de carga sobre a distância de um quilômetro], 12,8% acima do mesmo período do ano passado. O segmento de grãos apresentou queda, uma vez que, historicamente, a entrada da safra no Sul ocorre em momento posterior à do Mato Grosso. A divisão de contêiner avançou 5,9% em volume, limitado pelo impacto de menor nível de exportação para a Índia, em razão da Covid-19, e menor exportação de refrigerados.

Na Operação Sul, o volume subiu 2%, refletindo a recuperação do segmento industrial (+23,6%) e os maiores volumes de açúcar (+50,9%). A Operação Sul ganhou 2 pontos percentuais no market share do transporte de grãos aos portos de Paranaguá (PR) e São Francisco do Sul (SC), já que o volume da Rumo apresentou queda menor do que o mercado, como consequência do atraso da entrada de safra de soja.

Com isso, a receita líquida totalizou R$ 1,7 bilhão, valor 22,6% maior que o obtido no primeiro trimestre de 2020, em função dos maiores volumes (+12,8%) e o aumento de tarifa consolidada (+5,9%), refletindo os reajustes do preço de combustível. Na Operação Sul, o impacto positivo em tarifa foi decorrente da concentração dos volumes em março, mês com tarifas mais altas, e da maior safra no Rio Grande do Sul, que permitiu melhores negociações de contratos.

A Rumo apresentou lucro líquido de R$ 175 milhões, ante prejuízo de R$ 274 milhões de um ano atrás. O resultado foi influenciado pelo crescimento de Ebitda e pelas menores despesas financeiras devido a um efeito extraordinário do desmonte dos swaps referentes ao pré-pagamento das Senior notes 2024, que gerou um efeito positivo no resultado de R$ 203,3 milhões. Acesse o relatório completo da Rumo clicando aqui.

A Rumo é a 11ª maior empresa da região e também a quarta maior do Paraná, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ com o apoio técnico da PwC. Leia o anuário completo clicando aqui, mediante pequeno cadastro.

Veja mais notícias sobre EmpresaNegócios do SulParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Quinta, 17 Junho 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection