Marcopolo atinge capacidade máxima de produção da Geração 8

Clientes estão otimistas com a retomada turística no fim deste ano
No segundo trimestre, a produção da Marcopolo cresceu 21,6% em comparação com o mesmo período de 2020

Forte sinal da retomada do turismo brasileiro este ano: a Marcopolo alcançou a capacidade máxima de produção da sua recém-lançada linha de ônibus rodoviários Geração 8. Desde julho, mais 200 unidades foram vendidas.

"Novas encomendas da família G8, que foi muito bem recebida pelo mercado, começarão a ser produzidas apenas em 2022. Nossos clientes estão otimistas com a retomada turística no fim deste ano. Além disso, o fretamento está aquecido desde meados do ano passado, o que contribuiu para mantermos negócios neste cenário crítico para o transporte, gerado pela pandemia de Covid-19", afirma o CEO James Bellini.

O executivo ressalva que as demais linhas produtivas seguem com disponibilidade e recebendo encomendas para este ano. No segundo trimestre, a produção da Marcopolo cresceu 21,6% em comparação com o mesmo período de 2020, somando 2.483 unidades. O resultado é quatro vezes maior que o aumento de 4,7% registrado pela produção total de carrocerias de ônibus no país, no mesmo período comparativo.

O modelo de maior procura desde o lançamento da Geração 8 no fim de julho até o início de setembro foi o Paradiso 1800 Double Decker, de dois andares. A companhia gaúcha afirma que um dos motivos foi a introdução de mais de 140 novos atributos para motoristas, passageiros e operadores que a Geração 8 trouxe ao mercado de ônibus rodoviários.

"A concepção da nova geração resultou em mais de 60 patentes que geram ganhos em conforto, confiabilidade e custo operacional. A utilização de materiais especiais é outro diferencial. O novo teto é totalmente produzido em alumínio, com redução de peso, maior durabilidade e resistência", destaca a empresa em nota.

A utilização de matérias-primas de polímeros especiais na fabricação dos para-choques, grade dianteira e tampa traseira, entre outras, também proporciona peças mais leves, de extrema resistência, com ótimas propriedades mecânicas e apresentam superfície ideal para aplicação de pintura, o que garante padrão superior de qualidade e acabamento.

"Entre as inovações estão a adoção de uma estrutura de proteção da cabine que amplia segurança passiva para o motorista, faróis com eficiência até 3,5 vezes maior em relação aos modelos atualmente no mercado e a adoção de processos produtivos otimizados na fábrica para levar ainda mais o nível de padronização e qualidade na fabricação de ônibus, com base nos mais modernos conceitos da indústria automobilística", afirma a companhia.

Quer saber mais sobre empresas do Rio Grande do Sul?
Receba diariamente a newsletter do Grupo AMANHÃ. Faça seu cadastro aqui e, ainda, acesse o acervo de publicações do Grupo AMANHÃ.

Veja mais notícias sobre EmpresaIndústriaRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection