Lucro da Taurus triplica no primeiro trimestre

Receita líquida atingiu R$ 676 milhões no período
A Taurus Armas é a 127ª maior empresa da região e também a 51ª maior do Rio Grande do Sul, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL

A Taurus Armas informou nesta quarta-feira (11) que obteve receita líquida de R$ 676 milhões no primeiro trimestre. O valor é 22,8% maior do que as vendas efetivadas no mesmo período de 2021. O lucro líquido, no mesmo intervalo, triplicou passando para R$ 195 milhões (veja os principais resultados da companhia entre janeiro e março na tabela ao final desta reportagem). O montante já supera a totalidade do lucro líquido distribuído na forma de dividendos referente ao resultado de 2021, que foi de 194,3 milhões, equivalente a R$ 1,62 por ação.

De acordo com a companhias, os bons números do resultado do primeiro trimestre se devem à estabilidade, eficiência e solidez operacional. "Mesmo com a valorização de 4,6% do real em relação ao dólar norte-americano, considerando a cotação média do primeiro trimestre de 2022 ante o igual período de 2021, o que impacta de forma negativa a rentabilidade da Taurus já que a maior parte da receita é proveniente de vendas no exterior, o modelo de estrutura operacional nos permitiu ampliar a margem bruta em 3,4 pontos percentuais e a margem Ebitda em 3 pontos percentuais no período", relata a empresa.

"O mercado de armas nos Estados Unidos está mudando em relação ao que foi visto nos últimos dois anos, quando a demanda atingiu patamares nunca vistos no maior mercado mundial e, portanto, também o principal mercado para os nossos produtos. Estamos

observando o início de um processo de acomodação no mercado. Os indicadores da demanda nos EUA apontam para um arrefecimento, ainda que mantendo patamar superior ao observado nos anos anteriores ao grande boom vivido em 2020. Assim, depois da demanda sem precedentes em 2020 e ainda bastante forte em 2021, o mercado em 2022 se mostra estável e mais competitivo, com os distribuidores formando estoques de produtos", revela a Taurus em seu relatório trimestral. Da receita total da companhia entre janeiro e março, 71% tem origem no exterior.

A produção total no primeiro trimestre atingiu a média de 9 mil armas por dia, volume 15,4% superior ao registro no mesmo período do ano de 2021, quando a média foi de 7,8 mil unidades/dia. O volume total produzido, de 574 mil unidades, superou em 16,8% o alcançado no primeiro trimestre de 2021. "Tradicionalmente, a produção no primeiro trimestre do ano é mais baixa do que nos demais e, portanto, foi inferior à realizada no ano de 2021 (9,3 mil unidades/dia). Isso ocorre em razão do processo de ramp up [etapa que define a fase de início da produção de uma indústria, com o objetivo de comercializar um produto novo] das fábricas após a parada de manutenção e férias coletivas realizada em dezembro, além do fato de não haver a retomada integral em janeiro, uma vez que, durante esse mês, o grupo de colaboradores que ficou fazendo inventário em dezembro tem seu período de férias", explica a companhia.

A Taurus Armas é a 127ª maior empresa da região e também a 51ª maior do Rio Grande do Sul, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado pelo Grupo AMANHÃ com o apoio técnico da PwC. Leia o anuário completo clicando aqui, mediante pequeno cadastro.

Quer saber mais sobre empresas do Sul?
Receba diariamente a newsletter do Grupo AMANHÃ. Faça seu cadastro aqui e, ainda, acesse o acervo de publicações do Grupo AMANHÃ.

Veja mais notícias sobre EmpresaNegócios do SulRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários: 1

Almanakut Brasil em Quinta, 12 Mai 2022 02:46

Produto que garante a liberdade de expressão ou o direito de resposta.

Produto que garante a liberdade de expressão ou o direito de resposta.
Visitante
Segunda, 23 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/