Sidebar Menu

Faturamento da Irani aumenta 9,4% no terceiro trimestre

Segmento de embalagem de papelão ondulado foi um dos destaques
O crescimento está relacionado à retomada das atividades econômicas que haviam sofrido redução em função da pandemia

A Irani Papel e Embalagem encerrou o terceiro trimestre com receita líquida de R$ 261,4 milhões, aumento de 9,4% quando comparada ao mesmo período de 2019 e alta de 8,5% diante do 2º trimestre deste ano, principalmente em função do aumento do volume de vendas do segmento de embalagem de papelão ondulado e também do aumento de preços médios no período, aliados à valorização do dólar e do euro em relação ao real nas vendas para o mercado externo.

O volume de vendas do segmento de embalagem de papelão ondulado aumentou 12,7% na comparação com o terceiro trimestre de 2019 e teve alta de 30,1%, quando comparado ao segundo trimestre de 2020, totalizando 43,2 mil toneladas. Esse crescimento está relacionado à retomada das atividades econômicas que haviam sofrido redução em função da pandemia do coronavírus e ao aumento do consumo da população, em especial nos segmentos alimentício e de higiene e limpeza, e o expressivo aumento do e-commerce e das tele entregas que tipicamente utilizam embalagens de papel para transporte.

O lucro bruto apresentou aumento de 6,9% na comparação ao mesmo trimestre do ano passado e redução de 1,4% quando comparado ao segundo trimestre de 2020. O crescimento em relação ao 3º trimestre de 2019 deveu-se principalmente ao crescimento da receita líquida e à melhora das margens apresentada nos segmentos de atuação da companhia.

Entre julho e setembro, o resultado líquido foi de R$ 25,6 milhões de lucro em comparação ao lucro de R$ 15,3 milhões do mesmo período de 2019. Os principais impactos no resultado líquido deste trimestre foram o crescimento da receita líquida de vendas e a melhora das margens pelos aumentos de preços médios dos produtos comercializados pela empresa. Ainda neste trimestre, houve reconhecimento de crédito de PIS e Cofins por decisão definitiva favorável, na qualidade de sucessora da empresa Indústria de Papel e Papelão São Roberto no montante de R$ 17,6 milhões.

Re- IPO
Em 22 de julho, a companhia concluiu uma bem-sucedida oferta primária de 90 milhões de ações ordinárias ao preço de R$ 4,50 cada que representa uma captação bruta de R$ 405 milhões. Os recursos captados serão investidos integralmente em um plano de expansão de aproximadamente R$ 743 milhões nos próximos quatro anos. Este conjunto de investimentos está sendo denominado Plataforma Gaia. A companhia iniciou, ainda, a migração para o Novo Mercado com prazo de conclusão de até seis meses após a oferta, mas a expectativa da administração é concluir o processo de migração para o Novo Mercado da B3 até o final do de novembro.

Veja mais notícias sobre EmpresaNegócios do SulRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 24 Novembro 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection