Paraná bate recorde em número de beneficiários com planos de saúde

Estado acumula 3 milhões de vínculos, o maior em toda a região Sul
O estudo revela que, em números absolutos, o estado foi o que mais cresceu no Sul durante o período de um ano, com acréscimo de 98,8 mil vínculos, à frente de Santa Catarina (78,6 mil) e do Rio Grande do Sul (76,9 mil)

O Paraná segue em crescimento contínuo quando se trata de novas adesões de beneficiários de planos de saúde médico-hospitalares. Nos 12 meses encerrados em outubro deste ano, o estado atingiu a marca de 3 milhões de vínculos, o maior número da região Sul e recorde desde o início da série histórica da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em 2000. As informações são da Análise Especial da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB) nº 76, desenvolvida pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

O estudo revela que, em números absolutos, o estado foi o que mais cresceu na região Sul durante o período de um ano, com acréscimo de 98,8 mil vínculos, à frente de Santa Catarina (78,6 mil) e do Rio Grande do Sul (76,9 mil). No Brasil, o número de beneficiários atingiu a marca de 50,2 milhões. O Paraná tem se destacado em volume de novos contratos, especialmente, no período entre junho de 2020 e outubro de 2022, quando houve aumento de 194 mil beneficiários. Entre setembro de 2014 e junho de 2020, o número de vínculos se manteve estável com média de 2,8 milhões.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em outubro de 2022 havia registro de 11,7 milhões de habitantes no Paraná. Dessa forma, cerca de 1 a cada 4 moradores (26%) possuíam um plano de assistência médico-hospitalar. José Cechin, superintendente executivo do IESS, observa que os planos coletivos empresariais puxaram o bom desempenho registrado no Paraná. "Importante destacar que cerca de 70% dos planos médico-hospitalares do país são do tipo coletivo empresarial. Portanto, o bom desempenho em adesões no estado é reflexo do emprego formal, que em 12 meses cresceu 4,9%", afirma

O Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) é uma entidade sem fins lucrativos com o objetivo de promover e realizar estudos sobre saúde suplementar baseados em aspectos conceituais e técnicos que colaboram para a implementação de políticas e para a introdução de melhores práticas. 

Veja mais notícias sobre EconomiaSaúdeParaná.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 25 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/