Ganhar bem ou ficar mais tempo com a família?

Já ensina o conhecido ditado que dinheiro não traz felicidade. A filosofia popular foi atestada por uma recente pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo portal de educa&ccedi...
Carreira

Já ensina o conhecido ditado que dinheiro não traz felicidade. A filosofia popular foi atestada por uma recente pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pelo portal de educação financeira Meu Bolso Feliz. O levantamento revela que sete em cada dez entrevistados (69%) preferem um estilo de vida com mais tempo para a família, mesmo que isso implique em ter um salário menor. Essa manifestação já poderia servir de alento – pelo menos nesses tempos de recessão econômica pelos quais o Brasil atravessa.

Mas há outra revelação: a pesquisa comprova que, no geral, 85,7% dos motivos que deixariam as pessoas mais felizes não estão relacionados diretamente com dinheiro. Quando perguntados sobre os requisitos necessários para ter felicidade, 33,5% dos brasileiros afirmam que ter mais tempo para a família é o principal. Logo após, 15,6% dizem que é ser saudável, e 14,5% que viajar seria a principal fonte para ser feliz. Outros 14,3% dos entrevistados afirmam que os aspectos relacionados ao consumo são os mais importantes. 

Metodologia
Em maio, foram ouvidas 605 pessoas com idade igual ou superior a 18 anos, de ambos os sexos e pertencentes às classes A, B e C, nas 27 capitais brasileiras. A margem de erro é de 4 pontos percentuais com margem de confiança de 95%.

Veja mais notícias sobre Carreira.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sexta, 14 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/