Gaúchos foram os que mais regularizaram dívidas no Sul

Pesquisa do Serasa Experian avaliou período de abril de 2023
Já os dados por região mostram que o Sul teve o melhor desempenho do país
O Indicador de Recuperação de Crédito da Serasa Experian revelou que, em abril, 68,2% das dívidas de consumidores inadimplentes no Sul do país foram ressarcidas em até 60 dias após a negativação. O estado que mais quitou débitos foi Rio Grande do Sul (73,4%). A análise nacional mostrou que, em abril, o percentual de pagamentos em até 60 dias após a negativação de contas inadimplentes foi de 64,5%, o maior número desde o início da série histórica do indicador. Em comparação com o mesmo mês do ano passado, o aumento foi de 9,1 pontos percentuais, já que no período anterior o índice marcou 55,4%. Na visão por setores, do total de dívidas atrasadas do segmento de "Bancos e Cartões", 71,4% foram pagas por consumidores inadimplentes em até 60 dias após a negativação. "Utilities", que engloba contas de luz, água e gás, ficou em segundo lugar, com 64,6% dos débitos liquidados. Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, "ter a confiança dos credores é uma das razões pela qual o setor de Bancos e Cartões apareceu no topo das prioridades de pagamento. As pessoas ainda dão preferência para limpar seus nomes com essas instituições para seguir tendo acesso a elas", avalia.

Rio Grande do Sul foi o segundo estado que mais quitou inadimplências no Brasil 

O recorte por Unidades Federativas (UFs) revelou que a Paraíba liderou com a maior taxa de recuperação de crédito dos consumidores em até 60 dias da negativação (74,9%), seguido do Rio Grande do Sul (73,4%). Já os dados por região mostram que o Sul teve o melhor desempenho (68,2%). Em sequência ficaram: Centro-Oeste (64,8%), Nordeste (64,7%), Norte (64,3%) e Sudeste (63,3%). Confira a tabela completa de desempenhos a seguir: 

Veja mais notícias sobre BrasilEconomiaRio Grande do Sul.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Sábado, 13 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/