Sidebar Menu

Alimentos seguem puxando alta da inflação

IPCA-15 sobe 0,94% em outubro, maior índice para o mês desde 1995
Com alta de 4,83%, carnes pressionaram o indicador

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgado nesta sexta-feira (23) pelo IBGE, foi de 0,94% em outubro, maior resultado para o mês desde 1995. No ano, a prévia da inflação acumulou alta de 2,31% e em 12 meses atingiu 3,52%.

Os preços dos alimentos e bebidas pressionaram o indicador com a maior alta (2,24%) entre os grupos e o maior impacto (0,45 ponto percentual). A maior contribuição (0,13 ponto percentual) veio das carnes (4,83%), na quinta alta consecutiva. O índice também foi puxado pelas altas do óleo de soja (22,34%), do arroz (18,48%), do tomate (14,25%) e do leite longa vida (4,26%).

O grupo dos transportes teve a segunda maior variação em outubro (1,34%), puxado pelas passagens aéreas, que subiram 39,9%. Houve altas em todas as áreas, variando desde os 21,66% de Porto Alegre até os 49,71% de Curitiba. O segundo maior impacto veio da gasolina (0,85%), sua quarta alta consecutiva, embora menos intensa que no mês anterior (3,19%).

Após recuar 0,27% em setembro, o grupo de vestuário teve alta de 0,84%, puxado por roupas masculinas (1,31%) e infantis (1,07%). Já os preços de roupas femininas caíram 0,1%.

Veja mais notícias sobre BrasilEconomia.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 24 Novembro 2020

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection