Sidebar Menu

Cotrijal comemora o melhor resultado da história

Cooperativa encerrou 2020 com R$ 2,4 bilhões de faturamento
O ano de 2021 marca o início de um novo planejamento estratégico da Cotrijal para o próximo quinquênio

A Cotrijal apresentou nesta quinta-feira (25), durante Assembleia Geral realizada com capacidade reduzida e cuidados sanitários, o balanço financeiro de 2020. Apesar da quebra da safra de verão e, especialmente, da pandemia, a cooperativa anunciou o melhor faturamento em 63 anos de existência. O resultado ameniza o cancelamento da Expodireto 2021, uma das seis grandes feiras agropecuárias do país, mas marca uma nova fase da entidade.

A Cotrijal encerrou 2020 com R$ 2,4 bilhões de faturamento, crescimento de 5% em relação ao ano anterior, quando atingiu R$ 2,3 bi. Já as sobras à disposição cresceram 53% na comparação com o ano anterior, chegando a R$ 21,4 milhões – em 2019, R$ 14 milhões. A distribuição integral das sobras aos quase 8 mil associados da cooperativa foi aprovada por unanimidade durante a Assembleia. Os valores serão repassados proporcionalmente e distribuídos em espécie aos cooperados. Isso representa uma injeção na economia da região.

O presidente da Cotrijal, Nei César Manica (na foto, à direita), ressaltou que o excelente resultado se deve à gestão de custos, às novas oportunidades de negócios e ao aumento do número de produtores trabalhando com a cooperativa. "Para 2021, com a crescente demanda e os bons preços, a expectativa é de uma nova safra recorde, que vem com produtividade e ótimos resultados. Seguiremos investindo na diversificação dos negócios e na capacitação de nossos associados e colaboradores para atender as exigências de mercado", projetou.

Novo planejamento estratégico
O ano de 2021 marca o início de um novo planejamento estratégico da Cotrijal para o próximo quinquênio. O processo faz parte dos recentes investimentos em gestão e na profissionalização do corpo diretivo. Superado o cancelamento da Expodireto este ano, mesmo com a aprovação dos protocolos sanitários pelo governo gaúcho, medida de precaução para com visitantes, colaboradores e associados, a cooperativa foca na nova marca, lançada na semana passada, e em novas áreas de atuação. A nova identidade é um sinal para o mercado de que a entidade se renova, mantendo a tradição de sua feira, já agendada para 2022.

O direcionamento para novas oportunidades vai desde projetos em inovação no agronegócio – a bem sucedida Arena Agro Digital é um exemplo disso –, investimentos em venture capital, participação no marketplace SuperCampo – a única cooperativa gaúcha a integrar o grupo – e a industrialização de produtos, em uma parceria com a Languiru. Oportunidades nos setores de transportes e logística também estão na mira da cooperativa de Não-Me-Toque (RS). No plano de atividades estão ações de consolidação na região da recém adquirida unidade de Cruz Alta, o que aumentou o número de municípios atendidos para 33 – agora são 55 unidades da Cotrijal.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Domingo, 18 Abril 2021

Imagem do Captcha


Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection