Camil adquire mineira Santa Amália por R$ 410 milhões

A marca é a quarta maior empresa do segmento no país
A Camil é a 25ª maior empresa da região e também a sétima maior do Rio Grande do Sul, de acordo com 500 MAIORES DO SUL

A Camil anunciou a aquisição do Pastifício Santa Amália. A empresa é uma das fabricantes de massas mais tradicionais do Brasil, incluindo liderança em Minas Gerais. A operação representa um importante passo para a diversificação e entrada em novas categorias e expansão geográfica da Camil no Brasil. A antiga família controladora da Santa Amália vendeu a empresa para a Alicorp em 2013 que, agora, passou o controle para a Camil. A marca é a quarta maior empresa do segmento no país, depois da M. Dias Branco, J. Macedo e Selmi.


O preço de aquisição da totalidade do capital social da Santa Amália é de R$ 260 milhões e a Camil assumirá o endividamento da Santa Amália da ordem de R$ 150 milhões. A conclusão da operação está sujeita ao cumprimento de condições usuais a este tipo de transação, incluindo a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Durante esse período, as companhias continuarão operando de forma independente.

A Camil é a 25ª maior empresa da região e também a sétima maior do Rio Grande do Sul, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ com o apoio técnico da PwC. Leia o anuário completo clicando aqui, mediante pequeno cadastro.

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Visitante
Terça, 28 Setembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://amanha.com.br/

No Internet Connection