Grêmio e Melnick Even lançam hotel temático no Sul

Iniciativa pioneira une licenciamento de marca e hotelaria. Construtora cogita levar a bandeira para outros estados

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Romildo Bolzan Juliano Melnick e Beto Carvalho lançam hotel temático do Grêmio em Porto Alegre

Inspirado pela missão de construir um futuro de glórias sustentado em práticas convergentes com as exigências dos tempos modernos, o Grêmio anunciou nesta quinta-feira (14) que se uniu à construtora Melnick Even para lançar um projeto inovador no mercado hoteleiro e de licenciamento de marca desportiva no Brasil. As duas instituições anunciaram a construção do primeiro hotel temático de clubes de futebol no Brasil, o Hotel Moinhos 1903. O Grêmio licenciará sua marca, utilizará o hotel nas suas concentrações e apoiará as ações de divulgação do empreendimento. O local também oferecerá atrações exclusivamente pensadas aos torcedores do clube. O hotel será vinculado ao grupo Radisson Hotel Group. A gestão será realizada pela Atlântica Hotels, que é a maior administradora hoteleira multimarcas da América do Sul.

O empreendimento, cuja localização homenageia a área que simboliza o início da história gremista, o bairro Moinhos de Vento, terá uma torre de 10 pavimentos com 144 unidades de 19 metros quadrados a 39 metros quadrados. O início da obra está previsto para o primeiro trimestre de 2020 e a inauguração em 2022. As funcionalidades previstas para o hotel temático gremista não ficarão restritas às necessidades da delegação. O Moinhos 1903 contará também com importantes atrações tanto para hóspedes, quanto para o aproveitamento institucional, como memorial com coleção de camisas do Tricolor e taças das principais conquistas, loja temática GrêmioMania e um pub bar exclusivo para acompanhamento dos jogos.

“O objetivo é proporcionar aos torcedores uma oportunidade única em experimentar espaços diferenciados e inteiramente alusivos ao universo Tricolor, conceder à delegação gremista um hotel oficial para concentração em Porto Alegre, além de viabilizar o ingresso de recursos provenientes do licenciamento da marca”, explica Beto Carvalho (na foto, o terceiro da esquerda para a direita), executivo de marketing do Grêmio. Para o presidente Romildo Bolzan, a iniciativa tem um componente financeiro importante por estar alinhada à política de sustentabilidade econômica adotada pelo clube. “Essa parceria é exemplo da prática financeira que defendemos como essencial ao Grêmio quando a pauta é priorizar a criação de novos negócios e fonte de recursos que possam ser direcionados a áreas vitais do clube, como o futebol, o primeiro a se beneficiar com isto”, destaca Bolzan (na foto, o primeiro da esquerda para a direita). “Será um grande sucesso, uma relação de ganha-ganha para o clube, a empresa e os investidores”, prevê Juliano Melnick (na foto, ao centro), diretor-executivo da Melnick Even. “Essa é uma primeira experiência. A marca Grêmio também é muito forte fora de Porto Alegre. Se a ideia for tão boa e rentável quanto imaginamos, por que não fazer uma rede?”, questiona o empresário. Melnick cogita a construção de hotéis da rede em outros estados, como a vizinha Santa Catarina ou mesmo Mato Grosso do Sul, onde existem muitos descendentes de gaúchos que são torcedores do Grêmio. 

O Internacional também tem um projeto de construir um hotel que ficaria no complexo do estádio Beira-Rio. Porém, o início das obras depende que a Câmara Municipal de Porto Alegre aprove o projeto. Em caso positivo, o clube negociará com construtoras, adotando um sistema de permuta e recebendo uma fatia por área construída.


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: