BRF tem receita de R$ 1,7 bilhão no terceiro trimestre

Companhia reverteu prejuízo obtido em igual período de 2018

Da Redação

redacao@amanha.com.br

BRF vê receita e lucro aumentarem no terceiro trimestre

A BRF (foto) fechou o terceiro trimestre do ano com um lucro líquido de R$ 446 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 860 milhões registrado em igual período de 2018. Entre julho e setembro, a receita líquida totalizou R$ 1,7 bilhão, crescimento de 39,2%, reflexo dos maiores volumes embarcados no trimestre e maiores preços médios em reais. Segundo a companhia catarinense, o surto de peste suína africana em diversos mercados impactou a dinâmica comercial asiática. O menor volume produzido de suínos na China refletiu em uma maior demanda por produtos importados, quase dobrando o volume embarcado pela empresa para o país, com preços em dólares subindo 77,4%. 

No Brasil, a BRF informou que cresceu cerca de 8% em relação ao segundo trimestre, praticamente atingindo o mesmo patamar do ano passado. “Mesmo considerando certo arrefecimento dos preços de frango in natura no mercado doméstico de aproximadamente 4%, conseguimos manter nosso preço médio de venda estável em relação ao trimestre anterior. Vale lembrar que o mercado in natura representa aproximadamente 30% do volume comercializado no mercado doméstico, sendo o frango 80% desse total”, detalha a companhia. 

A BRF é a segunda maior empresa da região e também a vice-líder em Santa Catarina, de acordo com o ranking 500 MAIORES DO SUL, publicado por AMANHÃ em parceria técnica com a PwC


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: