Weg e Randon lançam semirreboque elétrico

Produto está em fase de testes e chega ao mercado até 2021

Da redação

redacao@amanha.com.br

A gaúcha Randon, maior fabricante de reboques e semirreboques da América Latina, e a catarinense Weg firmaram parceria para reforçar uma ofensiva tecnológica para o setor de transporte de carga. Trata-se da fabricação de semirreboques elétricos no Brasil, com inversores e motores elétricos da WEG para o sistema e-Sys, que equipa o semirreboque da Randon. 

Este sistema é gerenciado por um algoritmo inteligente especialmente criado para avaliar as condições de operação e uso, permitindo ao implemento aliviar o esforço sobre o cavalo-mecânico em certas situações, como na partida e em subidas, o que resulta em economia de combustível. Nas frenagens e desacelerações, o motor passa a trabalhar como gerador e, através do inversor regenerativo, as baterias são automaticamente recarregadas. Com isso, o conjunto caminhão/carreta ganha eficiência e maior agilidade, com menor desgaste do conjunto de freio e com menor consumo de combustível, além de contribuir com a redução de emissão de poluentes. 

De acordo com Sérgio Carvalho, vice-presidente e COO da divisão de autopeças das Empresas Randon, dependendo da aplicação, da condição de carga e da estrada, a economia de combustível pode chegar até a 25%, além de auxiliar no menor desgaste dos componentes. “Esta inovação reduz o TCO [custo total de operação] com economia no consumo de combustível e menor tempo nas viagens. Ao mesmo tempo em que aumenta a segurança, com adição do sistema de regeneração de frenagem, e auxilia na redução das emissões”, afirma Carvalho.

Já o motor elétrico da Weg é acoplado a um eixo desenvolvido exclusivamente para este fim. “Essa parceria é mais um importante passo da WEG para ampliação do nosso portfólio na área de mobilidade elétrica. Criar produtos para aumentar a eficiência operacional de transportes rodoviários de cargas, para que mais soluções que contribuam com a sustentabilidade do planeta estejam disponíveis no mercado, está totalmente alinhado com nosso planejamento estratégico", explica Manfred Peter Johann, diretor superintendente da Weg Automação.               

O e-Sys ainda está em fase de testes de durabilidade, após passar por avaliação de funcionamento de todo o sistema. A expectativa da Randon é de que os testes finais se concretizem até o ano que vem e que o produto esteja disponível para produção e vendas no mercado brasileiro no fim de 2020 ou nos primeiros meses de 2021.



comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: