Vinho livre de agrotóxicos conquista cada vez mais consumidores

Linha de orgânicos cresceu 20%, em média, nos últimos cinco anos

Por Marcos Graciani

graciani@amanha.com.br

Vinho livre de agrotóxicos conquista cada vez mais consumidores

A busca por produtos saudáveis, com o mínimo de intervenção química e elaborados a partir de matéria-prima livre de agrotóxicos também tem atraído os consumidores de vinhos. Segundo dados da empresa de pesquisa Wine Intelligence, o vinho orgânico representa cerca de 2,8% do mercado mundial e a comercialização de rótulos cresceu 20%, em média, nos últimos cinco anos.  Neste ano, o Rio Grande do Sul elaborou 42,9 mil litros de vinhos orgânicos e 628,4 mil litros de suco de uva desta categoria. É o primeiro ano-safra em que é possível diferenciar a produção convencional da orgânica devido à mudança no Sistema do Cadastro Vinícola (Sisdevin), da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR/RS). Estima-se que o Estado responda por cerca de 90% da elaboração de vinhos no Brasil. O Rio Grande do Sul é a única federação brasileira que possui um cadastro com os dados de produção e comercialização.

O crescimento de mercado apontado pela Wine Intelligence é atestado pelo vitivinicultor Acir Boroto. Segundo ele, a procura pelos espumantes elaborados com uva orgânica teve um incremento de mais de 30% até junho em relação ao mesmo período do ano passado. “A participação cada vez maior do público em eventos voltados para os consumidores de produtos naturais, orgânicos e biodinâmicos confirma essa tendência. É um mercado que cresce de forma consistente”, entende Boroto.   

O vitivinicultor Helio Marchioro explica que a elaboração do vinho é sem adição de leveduras, tem fermentação natural e procura ter uma mínima intervenção química. “Hoje temos um grande debate para que este tipo de produção seja aceito e possa ter um ordenamento. Deveríamos ter uma legislação especifica ou um maior respeito a estes nichos produtivos e comerciais, a exemplo do que existe em outros países”, reitera Marchioro.

De olho nesse mercado, Boroto e Marchioro, além de um grupo de produtores de vinhos naturais e orgânicos brasileiros, participará da Wine South America 2019, principal evento do setor na América Latina, que ocorre entre os dias 25 e 27 de setembro, em Bento Gonçalves (RS). Será a primeira vez que os produtores orgânicos terão um estande coletivo na feira, que estreou no ano passado com a participação de mais de 6 mil compradores de todas as regiões do Brasil e de 16 países.


comentarios




Eliana Löw

Onde podemos adquirir aqui em São Paulo?

Comentar

Adicione um comentário: