Governo do Paraná poderá privatizar Ferroeste

Rumo tem interesse no trecho entre Cascavel e Guarapuava

Da Redação

redacao@amanha.com.br

Rumo tem interesse no trecho entre Cascavel e Guarapuava

André Luiz Gonçalves, diretor-presidente da Ferroeste (foto), ramal ferroviário entre Cascavel e Guarapuava, afirmou que a estatal poderá ser privatizada. "É o jeito", sentenciou ao jornal Gazeta do Povo. Ele reconhece que o poder público não dispõe de recursos necessários para fazer o que a iniciativa privada seria capaz de realizar, com resultados melhores.

Na reportagem assinada por Katia Brembatti, Gonçalves revela que não tem maquinário adequado nem a agilidade esperada na operação. Os equipamentos, por exemplo, são muito antigos. Além do mais, a Ferroeste opera usando menos de 20% da capacidade da linha férrea. E desde o início da sua operação, em 1996, a companhia acumula prejuízos ano após ano. 

De acordo com a Gazeta do Povo, se o governo paranaense decidir negociar a Ferroeste – seja via privatização ou concessão da operação – a Rumo será a primeira a se candidatar para adquirir o negócio. Segundo Daniel Rockenbach, vice-presidente da Operação Sul, a proposta já foi apresentada ao governador Ratinho Junior, mas a Rumo ainda não obteve resposta. Em nota, o governo paranaense apenas confirmou que a Rumo manifestou interesse e que inexiste negociação no momento.  


comentarios


Seja o primeiro a comentar a notícia!



Comentar

Adicione um comentário: